Fiscais de Deus

Ser adulto não é fácil. Na correria do dia a dia, deixamos tantas coisas vitais em nossa vida para cumprirmos todas as tarefas. A cada situação a ser resolvida temos inúmeras fórmulas para tentarmos resolver, e no fim não chegamos a lugar algum. Em alguns momentos até pedimos ajuda a alguém, que com certeza vai conseguir resolver todos os nossos problemas como se tivesse uma fórmula mágica. É uma pena esquecermos que para resolver problema alheio, todos nós somos um sucesso, mas os nossos mesmo, parece uma incógnita.

Penso que é nesse “me ajuda nisso”, “me ajuda naquilo”, “o que você acha que devo fazer”, enfim, todos os meios que procuramos para participar alguém em nossas obrigações, é que perdemos a nossa essência. Aquela vontade de fazer o que realmente queremos, sem nos importarmos com o que as pessoas vão achar ou qual será a reação de alguém quando nossa ação é direcionada a ela. Temos medo de nos expor, afinal, precisamos manter nossa imagem, que é totalmente diferente da nossa essência. Infelizmente, nos preocupamos mais em manter as aparências para não recebermos críticas. Isso porque todo mundo fala que o ser humano não é perfeito, mas mesmo assim ainda há muitas pessoas que se sentem no direito de julgar, de ditar como você deve ser, como você deve se comportar e o que tem que fazer da sua vida. Infelizmente, há muitas pessoas que querem ser fiscais de Deus.

Buscar a nossa verdadeira essência é o que nos torna verdadeiros, sem nos preocuparmos com as opiniões de simples seres humanos imperfeitos como nós. Tenho percebido que a arte de viver é aceitarmos o que a vida nos propõe de fato. É termos paciência com as nossas imperfeições que, particularmente, chamo de características. Pois o que é imperfeito foi tachado pelo homem. Deus nos tem como seus filhos perfeitos, cada um com sua maneira de ser. Confio e acredito cegamente que Ele, com sua justiça plena, não faria um filho diferente do outro por injustiça, e sim pela necessidade da evolução de cada um.

Por isso, no começo, disse que ser adulto não é fácil. Quer ser humano tão natural como as crianças? Elas são o que são sem se preocuparem com o que vão achar, são puras e sem maldade, mas infelizmente até vir um adulto e transformá-las numa pessoa maliciosa, medrosa, “cuidadosa”, orgulhosa.

Anúncios
Published in: on 01/06/2011 at 00:05  Deixe um comentário